Com restrições sanitárias na China, Metrô acompanha de forma remota a fabricação de trens da Linha 17

Segundo a fabricante BYD, contrato de sistemas já evoluiu em várias áreas como a instalação de bandejamento e aterramento no ramal
Primeiro trem da Linha 17 (GESP)

À frente do contrato de sistemas da Linha 17-Ouro, a BYD SkyRail revelou ao site que grande parte do escopo do projeto já teve boa evolução desde que foi retomado, em abril do ano passado.

A fabricante chinesa recebeu a ordem de serviço para produzir 14 trens de monotrilho em março de 2020, mas o consórcio Signalling, concorrente derrotado na licitação, conseguiu suspender sua execução na Justiça. Apenas em março de 2021, o Superior Tribunal de Justiça concedeu ao Metrô uma liminar liberando o contrato até que o caso fosse julgado em 2º instância, o que ocorreu em dezembro passado, com a confirmação da vitória da BYD.

Em março deste ano, a BYD apresentou o primeiro trem de monotrilho, do modelo SkyRail, que está sendo testado numa via especial em suas instalações na China. Segundo a empresa, a equipe do Metrô que deveria ter viagado até a Ásia para aprovar o modelo está acompanhando os trabalhos de forma remota, por meio de vídeo – as autoridades chinesas não têm liberado vistos para estrangeiros por conta de restrições sanitárias em relação à Covid-19.

Outros sistemas importantes também avançaram como as portas de plataformas, que estão “em fase de testes finais, com acompanhado presencial de representante de uma empresa certificadora independente, sob orientação da Companhia do Metropolitano“, disse a BYD.

Os demais sistemas que fazem parte do escopo do consórcio Skyrail São Paulo estão em fase de aprovação de projetos e testes na China, para posterior instalação em São Paulo“, completou a fabricante.

Trabalhos da BYD nas vias e estações da Linha 17 já teria começado (iTechdrones)

Já no Brasil, a BYD afirma que a instalação de bandejamento e aterramento nas vistas teve início. Este site questionou a fabricante chinesa sobre esse trabalho já que não existem evidências em filmagens e imagens produzidas recentemente nos canteiros de obras.

Também perguntamos à BYD se o acompanhamento remoto pelo Metrô irá dispensar a necessidade de aprovar o projeto in loco. Outra dúvida é se o envio por navio do primeiro trem SkyRail ao Brasil deverá ocorrer no final deste ano, como informado anteriormente. As questões, enviadas em 02 de agosto, ainda não haviam sido respondidas nesta quarta-feira, 10. Caso a BYD as envie, o artigo será atualizado.

O contrato de sistemas da Linha 17 tem prazo de execução até o início de 2024, quando a empresa deverá ter entregue os 14 trens de monotrilho, entre outros serviços.

Total
0
Shares
Antes de comentar, leia os termos de uso dos comentários, por favor
4 comments

Comments are closed.

Previous Post

Metrô não consegue leiloar “naming rights” da estação Santana

Next Post

Petição online defende mudanças no Cartão TOP

Related Posts