Extensão da Linha 15 até Jacu Pêssego deve avançar em outubro, diz presidente do Metrô

Licitação que prevê a construção das estações Boa Esperança e Jacu Pêssego, além do pátio Ragueb Chohfi, ainda não teve vencedor apontado quatro meses após recebimento das propostas
Terrenos onde será construída a estação Boa Esperança da Linha 15

Realizada no início de maio, a sessão pública que recebeu as propostas para as obras civis das estações Jacu Pêssego e Boa Esperança, além do pátio Ragueb Chohfi, ainda não teve o vencedor apontado pelo Metrô. Mas essa situação deve ser resolvida em outubro, segundo comentou Silvani Pereira, presidente da companhia.

Em resposta a um seguidor, o executivo afirmou esperar realizar a seleção do consórcio no mês que vem. Como o site mostrou, o consórcio dono da melhor proposta, Paulista Linha 15 (Heleno & Fonseca, Paulitec e Nova Engevix), não estaria em conformidade com a regra do edital que impede contratos com valores muito baixos, caso eles não tenham sua viabilidade financeira comprovada.

De acordo com regra do edital, a média das onze propostas foi de R$ 480 milhões e a menor proposta não poderia ficar abaixo de 70% desse valor, ou seja, cerca de R$ 336 milhões. Mas o consórcio Paulista Linha 15 pediu apenas R$ 319 milhões.

A empresa pode apresentar documentos que comprovem a viabilidade da sua proposta mas, pelo que o site pode apurar, o Metrô estaria inclinado a desclassificar o consórcio. Com isso, o segundo colocado, o consórcio Engibras e Eneplan (proposta de R$ 450 milhões) deverá ser chamado para assinar contrato.

O prazo para execução das obras é de 46 meses, mas é bastante possível que as estações fiquem prontas antes disso. Com elas, a Linha 15-Prata terá 13 estações, total que pode chegar a 14 paradas caso a licitação de extensão até Ipiranga seja lançado nos próximos meses. A meta do governo é que o novo trecho seja concluído em 2024.

Terrenos liberados em sua maioria

Embora o Metrô tenha realizado novas desapropriações na expansão leste do monotrilho, boa parte dos terrenos necessários para a construção das estações e do pátio já está de posse da companhia.

O canal iTechdrones, parceiro do site, realizou um sobrevo recentemente pela região da avenida Ragueb Chohfi, onde foi possível constatar que algumas áreas já estão inclusive limpas. O imenso terreno onde será erguido o novo pátio de manutenção, no entanto, ainda precisará passar por demolições dos galpões existentes.

Total
25
Shares
2 comments

Comments are closed.

Previous Post

Confira o andamento das obras na CPTM no mês de agosto

Next Post

ViaMobilidade diz aguardar estudo sobre o desabamento de estrutura na estação Santo Amaro

Related Posts