Licitação para reativação de plataformas de Palmeiras-Barra Funda não tem interessados

Sessão de recebimento de propostas resultou como deserta, ou seja, sem interessados. Projeto era orçado em R$ 4,8 milhões
Ultimas plataformas da estação Palmeiras Barra Funda não são utilizadas (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A estação Palmeiras-Barra Funda é uma das mais movimentadas do sistema metroferroviário, atendendo a diversas linhas de metrô e trens. A CPTM possui planos de estender as linhas 11-Coral e 13-Jade para esta estação trazendo maior comodidade para os passageiros e criando mais uma ligação entre a região leste e oeste de São Paulo.

No dia 4 de abril, a CPTM abriu a licitação para a reforma das plataformas 7, 8, 9 e 10, que atualmente estão desativadas. O principal objetivo é preparar a estação para a chegada de novas linhas, bem como adequar totalmente a sua estrutura dentro das normas de acessibilidade vigentes.

Estavam dentro do escopo do projeto a implantação de novas escadas rolantes e elevadores, implantação de rotas táteis que auxiliam os passageiros com deficiência visual a se deslocarem melhor pela estação. Intervenções no sistema de elétrico, hidráulico e civil também eram planejadas.

Entretanto, segundo informação divulgada pela CPTM, a licitação para a execução das obras resultou como deserta, ou seja, não houve interessados em realizar o projeto. A licitação contou apenas com um único pedido de esclarecimento, algo que geralmente é incomum em projetos desse tipo que geralmente contam com uma dezena de dúvidas.

Esquema de como deverão ficar as plataformas de Barra Funda (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A implantação das melhorias se daria dentro de 12 meses por um preço estimado de R$ 4,8 milhões. Dado que o projeto é importante para viabilizar a operação futura dos trens das Linhas 11 e 13 na estação Palmeiras Barra Funda, a licitação possivelmente deverá passar por mudanças para atrair mais interessados.

O projeto como um todo é importante para que a estação Palmeiras-Barra Funda possa ser utilizada em seu potencial pleno. As mudanças futuras na estação contemplam desde a alteração no piso da estação, que já está em curso, até as mudanças administrativas com a chegada de uma nova operadora e do futuro Trem Intercidades que fará a ligação entre São Paulo e Campinas em trens que podem chegar a até 160km/h. Espera-se que em breve a CPTM possa dar continuidade às reformas nesta importante estação na zona oeste de São Paulo.

Piso da estação Palmeiras-Barra Funda sendo trocado (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)
Total
29
Shares
1 comment
  1. Tem que fazer como a CCR faz, pegar 800 milhões do metrô e usar pra comprar linhas da CPTM! Se tiverem que tirar do bolso não vão querer!

Comments are closed.

Previous Post

Confira o avanço das obras da CPTM no mês de junho

Next Post

Baldy fala em inaugurar estação Mendes-Vila Natal em agosto

Related Posts