Confira o avanço das obras da CPTM no mês de junho

Durante o mês de junho ocorreram avanços nas obras da Linha 9-Esmeralda. Sistemas de sinalização e energia são o foco na região leste da malha
Obras na CPTM ocorrem sem a paralisação da operação (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

Durante o mês de junho, as obras da CPTM se mantiveram em ritmo consistente. A empresa tem dado foco em várias frentes de trabalho com o intuito de expandir sua malha, melhorar as condições de tráfego com a reforma e ampliação dos sistemas de energia e sinalização, além de dar ênfase no restauro e acessibilidade de suas estações.

Nas obras de expansão da Linha 9-Esmeralda, um dos principais desafios é conciliar a convivência do modo rodoviário com o ferroviário, eliminando as interferências. Para isso, numa primeira etapa, foram concluídos os viadutos rodoviários Micronésia e Jacopo Torriti entre as estações de Grajaú e Mendes-Vila Natal.

Viadutos rodoviários concluídos (CPTM)

A estação de Mendes-Vila Natal, com previsão de entrega no segundo semestre, está com obras bastante avançadas. As obras internas visam a conclusão do acabamento com a instalação de forro metálico e de vidros nas futuras lojas, destacando a importância do empreendimento para a geração de receitas extra tarifárias.

Na área externa o foco fica para a finalização da calçada e da pavimentação dos acessos viários. O processo exige tratamento prévio do solo e preparação de camadas antes da finalização com a camada final.

Estação Mendes-Vila Natal (CPTM)

A estação de Varginha está voltando a tomar um ritmo um pouco mais acelerado depois de misteriosas paralisações. No sistema de energia o foco está nos ajustes de rede aérea no trecho entre Jurubatuba e Grajaú, bem como na implantação da nova subestação de Mendes que fornecerá energia para os trens no trecho até a estação Varginha. O pátio de Grajaú, já remodelado, passa por serviços finais.

Estação Varginha, pátio Grajaú e obras de energia (CPTM)

A estação de João Dias está em avançado estágio de construção e tem seu prazo de entrega previsto para o segundo semestre deste ano. O site conferiu de perto o andamento das obras. As plataformas já possuem pisos instalados e os trabalhos estão focados na finalização do acabamento e instalação de escadas rolantes. A primeira via da estação já foi deslocada para seu local definitivo.

Restaurações

A estação de Várzea Paulista ainda passa por obras que visam adequações de acessibilidade. Pelo fato da estação ser tombada, empresas especializadas são contratadas para realizar os serviços. Os serviços atuais estão focando na conclusão da plataforma dois e na implementação de uma cobertura ao longo da plataforma.

Acessibilidade na estação de Várzea Paulista (CPTM)

O cartão postal da cidade de São Paulo, a estação Luz, também está passando por um cuidadoso restauro. As estruturas de madeira das portas estão passando por tratamento e restauro, enquanto as estruturas de alvenaria estão sendo recompostas e pintadas.

A ligação entre a estação Luz e a Sala São Paulo prossegue com ritmo constante. A extensão da plataforma 1 foi isolada e os funcionários estão trabalhando na demarcação do elevador panorâmico que deverá vencer o nível existente entre a plataforma e a área de acesso da Sala São Paulo.

Preparação da área do elevador panorâmico (CPTM)

Na estação Jundiaí, o restauro da estação também caminha a bons passos. A cobertura externa está praticamente concluída, inclusive com uma nova iluminação instalada. A cobertura interna na plataforma 1 vai passar pela mesma reforma com a retirada das telhas e cuidados com a estrutura de madeira. A passarela metálica também passará por cuidados para que retorne ao seu bom estado de conservação.

Restauro na estação Jundiaí (CPTM)

Na Linha 10-Turquesa, a CPTM está instalado o sistema de sinalização CBTC que permite a redução dos intervalos entre os trens e o aumento da oferta de lugares. Os serviços estão focados nos ajustes de máquinas de chave e também na escavação de valas por onde serão instalados os cabos de sinalização.

Atuação em maquina de chave (CPTM)

Na Linha 11-Coral, as melhorias no sistema de energia elétrica deverão prover a potência necessária para futuras ampliações no serviço e também na frota de trens. O foco ficou nas subestações de Guaianases e de Patriarca que estão recebendo serviços para adequação de suas estruturas.

Na Linha 12-Safira, estão ocorrendo movimentações para a melhoria do sistema de sinalização e adequação do headway (intervalo entre trens) em até 3 minutos. As mudanças poderão dinamizar o serviço que é prestado atualmente, bem como permitir uma menor interferência no serviço Expresso Aeroporto, que compartilha os trilhos da Linha 12.

Preparação para instalação do sistema de sinalização (CPTM)

Em âmbito geral as obras têm tido uma evolução satisfatória. Especialmente na CPTM toda essa movimentação visa justamente a melhoria contínua dos serviços, algo que demanda tempo se considerar que todas essas intervenções estão sendo realizadas com as linhas em plena operação.

Total
12
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Em mais um vai-e-vem, Justiça volta a liberar contrato de instalação de portas de plataforma no Metrô

Next Post

Licitação para reativação de plataformas de Palmeiras-Barra Funda não tem interessados

Related Posts