CPTM Destaques Linha 13

Linha 13-Jade passa a ter intervalo de 20 minutos durante toda a operação

Redução de espera no ramal da CPTM ocorre nos horários fora do pico, que possuíam intervalo de 30 minutos. Meta de 8 minutos, no entanto, ainda está distante
Intervalo de 20 minutos ainda é muito alto comparado ao headway projetado de 8 minutos (GESP)

A CPTM anunciou nesta segunda-feira (07) que a Linha 13-Jade passou a praticar um intervalo de 20 minutos entre trens durante todo o horário comercial, com exceção dos fins de semana e feriados. É um acréscimo de viagens de 25%, segundo a companhia, que passou a oferecer 101 partidas em dias úteis.

Até então, o intevalo de 20 minutos era praticado apenas nos horários de pico, sendo ampliado para 30 minutos em períodos de menor demanda. Trata-se, no entanto, de uma oferta bem mais baixa do que a projetada, que prevê trens a cada 8 minutos quando o sistema de sinalização estiver funcionando plenamente e o ramal passar a contar com os trens da Série 2500.

Esse cenário poderá se tornar realidade em 2020, à medida que os trens fabricados pela CRRC-Sifang passem a ser incorporados à frota. A primeira composição chegou ao Brasil há algumas semanas e deve entrar em serviço em dezembro. As demais estão previstas para entrega ainda em 2019. Quanto ao sistema de sinalização, fornecido pela Siemens, não há relatos recentes, apenas que sua entrega estava atrasada.

Inaugurada no final de março do ano passado, a Linha 13-Jade opera há 18 meses e ainda tem um movimento muito abaixo do esperado. Há de fato um crescimento de usuários, sobretudo após a ampliação do serviço Connect, que leva os trens até o Brás sem necessidade de baldeação, mas a demanda ainda é bem tímida por conta dos intervalos muito altos e a conexão na estação Engenheiro Goulart.

Segundo dados da CPTM, em outubro, a média diária de passageiros na estação Aeroporto de Guarulhos, a mais movimentada das três, foi de 7.122 pessoas. Engenheiro Goulart, que também atende a Linha 12-Safira, recebe 6.968 passageiros por dia enquanto Guarulhos CECAP, apenas 3.402, à frente de quatro outras paradas da CPTM – Sagrado Coração e Santa Terezinha (Linha 8) e Várzea Paulista e Botujuru (Linha 7).

Os três serviços da Linha 13 em verde (GESP)

Futuro promissor

Apesar da baixa adesão de passageiros, as perspectivas da Linha 13 são otimistas. A CPTM está licitando um projeto de modernização das vias da Linha 12 que permitirá intervalos de até 3 minutos, o que permitirá a inserção de mais viagens da linha Jade até o centro de São Paulo. O governo Doria também anunciou um acordo com o governo federal e a concessionária GRU Airport para a construção de um “people mover” que ligará a estação Aeroporto Guarulhos aos terminais 1, 2 e 3 do aeroporto, facilitando a utilização dos trens para acessar o local. O projeto, no entanto, está atrasado, aguardando uma alteração no contrato da concessionária que administra Cumbica.

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

9 Comentários

Click here to post a comment
  • seria importante um incentivo e projeto em larga escala para os trens de passageiros lembrando que o estado de São Paulo já teve a maior malha , muitas estação ainda estão em condições de serem operacionalizadas novamente . Algumas obras primas da construção ainda existem … Mairinque, Santos, Julio prestes , Rio Grande da Serra , sem faar da estação da Luz entre outras ……..

    • BRT é um transporte tosco e ridículo, não passa de um corredorzinho de ônibus com nome bonito.
      Vc vai ver a tragédia que ele vai ser no ABC, graças a Deus construiram a Linha Jade antes do gestor assumir.

      • Mas, no caso do ABC, a demanda é muito maior do que essa linha ridícula que não transporta ninguém. Até o corredorzinho ficaria vazio nessa linha.

        • Na parte da baixa demanda concordo contigo, mas creio que se construíssem uma estação antes da CECAP a demanda cresceria bastante, aliás houve boatos que isso aconteceria, mas não vi mais nada a respeito.

        • Victor, hoje é vazia por que a finalidade é praticamente atender o aeroporto, e ainda sim de forma ruim, já que a estação ficou longe dos terminais. No entanto, com a implementação do people mover, e futuramente, a extensão desta linha a outros bairros de Guarulhos, o movimento será maior

  • Mas, no caso do ABC, a demanda é muito maior do que essa linha ridícula que não transporta ninguém. Até o corredorzinho ficaria vazio nessa linha.

Airway