Situações como portas abrindo do lado errado do trem motivam nova multa a ViaMobilidade

Secretaria dos Transportes Metropolitanos aplica nova sanção de R$ 3,6 milhões à concessionária. Valor acumulado é de R$ 7,9 milhões, mas empresa pode recorrer
ViaMobilidade: multas acumuladas de R$ 7,9 milhões (Jean Carlos)

A ViaMobilidade recebeu mais uma multa da Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), desta vez no valor de R$ 3,6 milhões, anunciou a pasta nesta quinta-feira (12). A razão é que a concessionária que opera as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda voltou a apresentar episódios de falhas, entre elas a abertura de portas dos trens do lado oposto da plataforma, desrespeito à sinalização de via, além de outras questões mais burocráticas.

Os incidentes relativos à operação havim sido mostrados pelo site em ocasiões anteriores, mas não houve qualquer explicação sobre essas falhas. Somada à primeira multa, de R$ 4,3 milhões, aplicada em março, a ViaMobilidade Linhas 8 e 9 já soma quase R$ 8 milhões em penalidades – a empresa pode recorrer.

Veja também

Somadas, as duas multas equivalem a cerca de cinco dias de operação nos dois ramais já que a ViaMobilidade recebe R$ 2,84 por passageiro transportado – em abril foram embarcados 16,6 milhões de usuários nas linhas 8 e 9 somadas, embora parte deles tenha usado ambas e nesse caso não há acúmulo de receita.

Porta de trem aberta do lado oposto da plataforma (Redes sociais)

A ViaMobilidade assumiu as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM no dia 27 de janeiro deste ano, dentro de um contrato de concessão de 30 anos. A empresa terá de fazer um investimento bastante elevado nos dois ramais que inclui a compra de uma nova frota de trens, além de reformas e reconstrução de estações e pátios.

No entanto, o início da operação sob sua responsabilidade tem sido caótico, com falhas quase todos os dias e acidentes graves como o choque de um trem na estação Júlio Prestes e a morte de um funcionário de manutenção próximo da estação Pinheiros.

Em uma das respostas enviadas a STM, a ViaMobilidade alegou que parte dos trens recebidos da CPTM está sem a revisão F realizada. Porém, documentos do edital comprovam que todos os participantes da licitação de concessão tinham ciência da situação e que a responsabilidade pela execução da manutenção preventiva era atribuição da concessionária.

Companhia está há quase quatro meses à frente das linhas 8 e 9 (Jean Carlos)
Total
7
Shares
24 comments
  1. Olha o perigo disso, imagina alguém escorado na porta num horário de pico? E pior ainda, imagina um trem vindo na via oposta?

    Tem que multar mesmo,e se continuar fazendo mer…que rompa o contrato e volte a operação pra CPTM.

    Ainda me dói essa concessão, poderiam ter incluído nos editais por exemplo a extensão da Linha Esmeralda até Parelheiros.

    1. A CPTM nunca mais vai operar. O povo está votando em governos de direita que querem um estado cada vez menor, o resultado está aí!

      1. Isso foi em 2018, hoje estamos vendo a ruína que a direita e a ausência de Estado vem causando.

        1. Seria importante a população saber os valores ocultos nesta concessão de acordo com planilha do Plamurb 05/22 nas Linhas 5, 8 e 9 operadas pela ViaMobilidade
          Na Linha 5-Lilás, o valor da tarifa de remuneração está em R$ 2,254. Neste caso não há distinção entre passageiros exclusivos e integrados.
          Nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, o valor da tarifa de remuneração (também sem distinção) está em R$ 3,337.

          Além disso, a tarifa de remuneração é reajustada anualmente, independentemente do valor da tarifa pública R$ 4,40, que é aquela que o usuário paga ao acessar alguma linha ou sistema. Isso significa que caso o governador decida segurar o valor da tarifa (como ocorre agora por conta do período eleitoral), a diferença acabará sendo maior, aumentando os repasses por parte do poder concedente.

          A maioria dos usuários que imploram por concessões estão desinformados de forma deliberada destes custos ocultos apresentados que o Estado desembolsa, afinal desejam passar a imagém distorcida que concessão foi uma atitude melhor, e os custos são menores.

          Lembrando que em todos os casos ainda há uma cláusula que cobre eventuais quedas abruptas de demanda, a tal frustração tarifária, significando que o risco é mínimo para as concessionárias!

          Em síntese: “Por trás de uma pretensa operação de concessão perfeita, há sempre um Estado forte aportando recursos vultosos” E se esse Estado não conseguir aportar? Bem, a tal operação perfeita, gradativamente, irá ruir.

    2. Se a Linha 9 chegasse a Parelheiros, 8 milhões de pessoas na Grande São Paulo ficariam sem água potável imediatamente. Será que vale o preço?

      1. Ivo ferro e fogo, sempre extremista.Já ouviu falar sobre desenvolvimento sustentável????? Quanta ignorância a sua, como se numa segunda se inaugurasse a estação Parelheiros e na terça acabasse água da cidade…piada

        Já viu como está o antigo leito ferroviário na região de Parelheiros? Cheio de ocupações irregulares, população vivendo na miséria, que acabam sem querer degradando o meio ambiente. Seria muito melhor ter uma linha operacional, preservando vegetação ao seu redor do que a situação que está como hoje.

        Parei de comentar aqui, justamente por causa de fanáticos políticos como você, dá até desgosto.

        1. Você defende abertamente a destruição (sem querer) dos mananciais que abastecem milhões de pessoas e os outros que são os fanáticos?

          Substituir mananciais por casas não tem nada de sustentável.

          1. Tem certeza que a volta dos trens iria destruir os mancanciais? Absurdo está sua visão, o que deteiriora e que está deteriorando a região são ocupações irregulares, como aquelas no antigo leito da ferrovia como eu disse acima, além claro dá pouca ficalização e regulamentação para novas construções na região.

            O leito ferroviário já existe, os trilhos seriam recolacados da onde nunca deviam ter saído, claro que teria que alargar um pouco mais para caber 2 vias, mas isso impactaria muito menos do que está acontecendo hoje.

            Recomendo que pesquise um pouquinho sobre como é a vida de um morador de tal bairro para ver o quanto sofre para chegar ao trabalho…

            Mas diga um pouco mais sobre sua teoria, que se o trem chegar hipoteticamente num domingo em Parelheiros na segunda as pessoas ficarão sem água de imediato,achei bem curioso…
            Aliás mais curioso ainda, se tratando de alguém que prefere ônibus poluentes lotando rodovias ao invés de trens, chega ser engraçada a faltaa de coêrencia sua.

        2. Felipe parabens, demonstrou que conhece bem a região;
          Desenvolvimento com políticas ambientais sustentáveis, não são coisas antagônicas. Quaisquer pessoas com um mínimo de noções culturais sabem que investimentos em transporte, saneamento básico, urbanismo e infra-estrutura só trazem o progresso por onde passam. Os fatos refletem isto, o atual rodoanel sul não permite ligações periféricas secundárias em seu contorno, e que atravessa inúmeros mananciais, e o futuro norte estão levando em conta estas importantíssimas questões. Com todo respeito, acreditar que o único caminho viável é deixarmos do jeito que está abandonada aquela região, é no mínimo falta de informação.

          Acredito também, como munícipe, que a estrada mitigaria as condições de estagnação que as cidades vivem, com ruas sem pavimentação, ocupação desordenada do solo, entre outras. Uma ligação da cidade com a região sul da capital traria muitos benefícios, fornecendo mais opções, melhorar a qualidade de vida dos moradores da capital e baixada. Muitas pessoas voltariam a fixar na cidade, inclusive eu. A cidade poderia nos dar mais retorno frente aos impostos que pagamos. Investimentos em Parques Temáticos, Porto, Aeroporto, Ferrovia ligando com a existente, enfim muitos projetos que alavancariam a região como um todo, bem como o desenvolvimento global de toda a região.

          Enquanto outras cidades turísticas litorâneas avançam principalmente no norte fluminense, Itanhaém, Mongaguá e Peruíbe se voltam ás primitivas cidades sazonais caiçaras sem interesse em desenvolvimento e com metas e avanços financeiros presentes apenas nas mãos de alguns.
          Já passou á hora de ver nossa geração e de nossos filhos se enraizarem na região com bons empregos e educação ao invés de tentar uma melhor condição social em São Paulo, pois Santos também já ultrapassou o limite de saturação.

          Com relação Parelheiros, esta região rural situada ao sul do município de São Paulo, que possui uma carência de saneamento básico, ajudaria enormemente uma fiscalização, urbanização e preservação dos seus mananciais.

          Sinto que o potencial destas cidades não são utilizados, com foco noutros que beneficiam uma minoria retrógrada. Não vejo senão, o apoio irresponsável e egoísta aos interesses escusos.

  2. Dependendo de quem ganhar pra governador este ano muito provavelmente a mamata da ViaMobilidade vai acabar ano que vem. Que não transformem a CPTM numa SuperVia!

    1. Kkkk ,CCR tem contatos no governo, ela vai conquistar todas linhas da cptm ,pode ter certeza disso 😂😂,vcs são muitos bobinhos

  3. E ainda tem gente que defende essa empresa, na CPTM nunca ouvi relatos sobre esse tipo de erro, muita irresponsabilidade dessa Via Mobilidade botando as pessoas em risco💀👎

    1. Se você nunca viu, você é bem mal informado. Mas vou te ajudar, te darei uma amostra; aliás, uma não, DUAS!

      1º: https://viatrolebus.com.br/2019/11/trem-da-cptm-abre-as-portas-do-lado-errado/

      2º: https://www.facebook.com/cptm.depressao/videos/falha-na-esta%C3%A7%C3%A3o-braz-cubas-trem-abriu-as-portas-do-lado-errado/441204746744543/

      A ViaMobilidade não é perfeita, mas CPTM também não era, aliás é mérito dizer que a CPTM melhorou muito o serviço desde que assumiu, o mesmo ocorrerá com a ViaMobilidade.

      1. OK mas isso foi em 2 ocasiões, já na Via Mobilidade está acontecendo isso muito frequentemente, tá na hora desses maquinistas pararem de fazer tanta trapalhada.

        1. Eu citei dois casos, deve ter ocorrido muito mais vezes. Todas as empresas possuem funcionários aquém; a que você trabalha por exemplo faz o que? Você é um funcionário milagroso que nunca errou?

          Vamos santificá-lo! Ohhhh… mestre perfeito!!!

          Muito fácil julgar as outras pessoas, sem saber as causas reais do problema.

          1. Não ocorre muito mais vezes não. A CPTM, com todos os seus defeitos, é beeeeeeeeeeem melhor do que a Via Mobilidade.

          2. Meu caro ninguém aqui quer santificar nada, a CPTM no começo também teve os seus problemas no início da operação quando substituiu a CBTU, em 1998 os trens andavam com as portas abertas pela super lotação ou até mesmo passageiros surfando em cima das composições que era muito pior por causa da precariedade do serviço, então isso de ficar abrindo as portas a toda hora isso não é normal e a Via Mobilidade equipamentos e material rodante de qualidade tem nas mãos, é só fazer o básico.

  4. Esses R$8 milhões devem ser pagos em “dinheiro” ou podem ser revertidos em melhorias não previstas em contrato, algo como um reequilíbrio econômico-financeiro

  5. Gabriel P. consegue estar em todos os trens da CPTM e ViaMobilidade para comparar as falhas.

    Onipresente, quase um Deus!

    Que essa fase da ViaMobilidade passe logo!

    1. E precisa estar em todos os trens pra analisar estatísticas? Torço pelo bem estar dos passageiros, não pela via mobilidade! Que essa fase ruim que os passageiros estão enfrentando com a via mobilidade acabe logo!

      1. A fase ruim que os passageiros das linhas 7 ,10,11 e 12 também passe ,pois as falhas constantes estão deixando os passageiros não muito felizes com a cptm

  6. Não adianta multar essas grandes empresas elas não paga, é apenas multa pra ( falar) multamos.
    Isso chama palhaçada (Brasil desordem desprogresso)

Comments are closed.

Previous Post

Conferimos as obras de reforma das estações São Caetano e Utinga

Next Post

Com Serviço 710, Linha 7-Rubi só fica atrás da Linha 11 em passageiros

Related Posts