Estação Vila Clarice terá plataforma reconstruída e nova passarela de acesso

A estação atual da Linha 7 sofre com o problema dos grandes vãos entre o trem e a plataforma e por isso será parcialmente reconstruida além de passar a contar com uma passarela acessível
Estação Vila Clarice sofre de graves problemas de acessibilidade (Jean Carlos/SP Sobre Trilhos)

A acessibilidade é um dos pontos fortes que deverão ser trabalhados na PPP do Trem Intercidades. Dentro deste tópico encontra-se o empreendimento para a readequação da estação de Vila Clarice, da Linha 7-Rubi, uma das paradas mais afetadas pelo problema do desnível entre os trens e as plataformas.

A estação de Vila Clarice foi construída nos anos 50 e passou por algumas ampliações e reformas ao longo de sua história. Como já visto em muitas situações, a questão da acessibilidade nunca foi uma prioridade das antigas gestões, haja visto o espaçamento entre o trem e a plataforma na estação, o que representa não só uma irregularidade dentro das normas existentes, mas um verdadeiro risco a segurança e integridade dos passageiros.

Além deste problema a estação também não conta com a livre passagem entre as plataformas. Para o passageiro realizar o embarque na plataforma oposta ele deverá utilizar-se da passarela que está na área gratuita da estação

Reestruturação da estação Vila Clarice (STM)

Entretanto, a estação deverá passar por uma série de adequações que poderão transformá-la. O projeto contempla manter parte das edificações existentes e de implantar melhorias. As plataformas deverão ser totalmente adequadas quanto ao seu desnível. Enquanto a plataforma 1 (sentido Jundiaí) será reaproveitada, a plataforma 2 (sentido Rio Grande da Serra) será demolida e reconstruída.

Também está previsto no projeto a construção de uma nova passarela que contará com áreas de circulação livre e uma área paga, unificando e permitindo a passagem dos passageiros por ambas as plataformas. A passarela terá oito metros de largura, sendo que metade desse espaço será dedicado para a área paga da estação. Serão implantadas uma nova bilheteria, SSO e linha de bloqueios.

Nova passarela da estação Vila Clarice (STM)

A nova passarela também trará outras vantagens, uma vez que permitirá o fácil acesso dos passageiros com mobilidade reduzida. A escadaria existente no acesso oeste será substituída por uma rampa suave que melhora a caminhabilidade e a locomoção. Dois novos elevadores serão implantados na área paga da estação, um para cada plataforma. 

No lado leste da estação a passarela será prolongada de forma que possa cruzar o grande vão que será destinado para as novas linhas do TIC e dos trens de carga que farão um traçado diferente do que existe atualmente. 

Cortes da estação Vila Clarice (STM)

Antes das obras ocorrerem, o poder concedente deverá realizar alguns investimentos prévios. Segundo os anexos da consulta pública as primeiras melhorias deverão ocorrer no acesso leste que deverá ganhar uma passarela provisória, um elevador e rampas de acesso. Atualmente esse acesso é majoritariamente utilizado por militares. Os investimentos se justificam pela utilização da área para a construção de novas vias da MRS e do TIC

Projeto prévio para a estação Vila Clarice (STM)
Total
20
Shares
Previous Post

People Mover de Guarulhos fará parte de ‘pacote ferroviário’ do governo federal

Next Post

Obras da Linha 17 interditam trecho da Marginal durante o fim de semana

Related Posts