Destaques Linha 18

Governo do estado cancela Linha 18-Bronze de metrô

Como se especulava, gestão Doria irá implantar um corredor de ônibus de padrão BRT no lugar do monotrilho
Monotrilho da Linha 18: linha do ABC é que mais tem chance de romper os limites da capital
Linha 18-Bronze: primeiro ramal de metrô cancelado da história de São Paulo

A gestão do governador João Doria decidiu cancelar o projeto da Linha 18-Bronze de metrô, anunciou o governo nesta manhã. Em seu lugar será construído um corredor de ônibus BRT que fará praticamente o mesmo trajeto do monotrilho com exceção do trecho que ficaria sobre a avenida Faria Lima.

Trata-se da primeira vez na história do estado de São Paulo que uma linha de metrô é cancelada e substituída por ônibus após ter sido licitada e contratada. Como se imaginava, o governador Doria e seu secretário Alexandre Baldy se esforçaram para dar a impressão de que o estado está fazendo um bom negócio ao cortar em mais da metade a demanda do trecho que, segundo os novos estudos, caiu de 340 mil pessoas para apenas 150 mil pessoas por dia.

Também apelou para um argumento absurdo, de que o monotrilho não teria flexibilidade para atender menos ou mais pessoas, ao contrário do corredor. E, claro, tentou colar a imagem de que o BRT é praticamente uma linha de trem: “estações” no lugar de paradas de ônibus, velocidade idêntica à do monotrilho e adoção de veículos elétricos.

Mas é no prazo e custo de implantação que o anúncio mais parece peça de ficção: apenas 18 meses ao preço de R$ 680 milhões. É claro que todas essas informações são preliminares mas o site assume um compromisso desde já de monitorar a evolução dessa obra para conferir se as promessas de Doria serão cumpridas. A STM se comprometeu a dar detalhes sobre o projeto em agosto.

Por outro lado, o monotrilho, objeto de estudos de anos, de uma hora para outra ficou mais e mais caro. Durante a coletiva, o governo jogou o valor do projeto para R$ 6 bilhões, argumentando que se trata de um valor alto pela demanda. Só esqueceram de comentar que a parte que cabe ao governo não chega a R$ 2,5 bilhões. Quem banca a parte pesada é o parceiro privado que continuava interessado na obra apesar dos cinco anos de espera.

A mesma gestão, no entanto, acha válido investir em outras regiões da cidade somas até maiores como os R$ 5,5 bilhões estimados para os 8,3 km da extensão da Linha 2-Verde e que atenderá crca de 377 mil passageiros por dia. Ou a soma bilionária para esticar a Linha 5-Lilás até o Jardim Ângela, para atender mais 114 mil passageiros.

Cortina de fumaça

Para aplacar ou minimizar as críticas à decisão polêmica, a gestão atual preparou um “pacote” de anúncios vistosos, entre eles a prioridade de modernização da Linha 10-Turquesa, que atende o ABC Paulista, e a “aprovação” do governador para iniciar os projetos da Linha 20-Rosa, cuja segunda fase (leiam bem, segunda fase) tem previsão de chegar à divisa entre São Bernardo do Campo e Santo André. A linha de metrô subterrâneo chegou a ter sua construção aberta à manifestações de interesse privado, porém, do trecho entre a Lapa e São Judas Tadeu. O alto custo de implantação, no entanto, colocou o projeto na geladeira. A fase 2, que faria o ramal se encontrar com a Linha 18-Bronze na então estação Afonsina, ainda não passa de um esboço.

Dos anúncios, o único palpável é a aposentadoria da velha Série 2100 de trens, que será trocada por composições mais novas de outras linhas, conforme rumores que circularam na semana passada.

De resto, apenas promessas cuja execução não é tão fácil quanto o governador João Doria e seu secretário Alexandre Baldy querem fazer parecer.

Veja mais informações ainda nesta quarta-feira.

Traçado da Linha 20-Rosa (em destaque): governo promete começar seu projeto, mas horizonte está distante (GESP)

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

24 Comentários

Click here to post a comment
  • Absurdo. Pra não dizer vergonhoso. Ferrou com a população mas pode esquecer com o sonho da presidência também

  • Indignação, só isso que digo, sem mais palavras.

    E agora digníssimo Sr João Ferreira de Lima, o que o senhor tem a dizer? Na onde estão aqueles xingamentos dirigidos a mim toda vez que eu criticava o gestor.

    • Felipe não tem nada para dizer o GOV e o Doria tenho so a lamentar pois sou a favor do metro , mais ele tinha que decidir e não tem dinheiro para o metro que venha o BRT E Acelera São Paulo VAMOS EM FRENTE no GOV Covas lutamos pelo metro no Capao Redondo e conseguimos nem sempre ganhamos e a vida meu caro Felipe um abraço.

      • Dinheiro pra BRT lixoso ele vai dar um jeitinho né? Que estranho….

        Se ele fosse tbom “gestor” como vc acha e ele mesmo se acha, daria uma solução criativa sim, nem que tivesse no momento fracionar as obras por etapas.

        Enfim,é perda de tempo discutir com fanáticos políticos, preferem se fazer de cegos ao invés de concordar que seu “querido” candidato é um marketeiro.

        e sim,aceleramos, só que para trás

      • Só faltou você ir lá dar um abraço e um beijo no Dória, não tem nada de “acelera” nessa decisão, só tem “desacelera São Paulo”, infelizmente sempre tem um baba ovo, mas tenha certeza que essa decisão já tirou todos os votos a presidência que esse bosta poderia ganhar, abraços.

  • E só complementando meu comentário anterior tomara que esse BRT não saia do papel, vire um mico gigante e que o Conso´rcio Vem ABC enfie um processo gigantesco nas costas desse otário.

  • Lembrem-se daquela frase do Chaves:O ABC foi enganado! Extra….o povo do ABC foi enganado!! quando chegar a hora da eleição para governador/presidente…desconta nele nas urnas….o BRT… é uma piada e um desrespeito a população do ABC….

  • Eu entendo a frustração quanto a expectativas causadas com o cancelamento da linha, ainda mais de uma obra contratada. Creio realmente, que talvez seria melhor solução, tanto no sistema de vias segregadas quanto ao caso de áreas de alagamento, que eles ainda não explicaram como resolver o problema. Mas será que os problemas com os outros monotrilhos, a demora na construção, as dificuldades técnicas, entre outros, não teria motivado a desistência, acredito que o governo viu como mais uma obra de monotrilho que talvez desperdiçassem bilhões de reais, como ocorreu com a linha 15 prata e a 17 ouro.

    • Concordo que as execuções das outras linhas do monotrilho não estão sendo um exemplo, mas creio que o principal motivo para troca deva ter sido algo político mesmo, o chamado toma lá da cá.
      Desde a eleição do “Gestor” já imaginava que isso iria acontecer mas não de forma tão covarde.

  • já não bastam dois projetos de monotrilho com péssima execução, queriam tentar a sorte com um terceiro? talvez não tenha sido a pior decisão mesmo

    • Pior que BRT? Totalmente impossível, como vc próprio disse, sim tivemos problemas na execução, mas daí achar que o lixo do BRT ser melhor já são outros “quinhentos”

  • Meus pêsames.
    Acaba de falecer o “GESTOR” junto com a LINHA 18 – BRONZE.
    O que o Sr. João Dória fará de sua FUTURA carreira política sem o seu “GESTOR”?
    Sem mais palavras.

  • Linha Linha 20-Rosa chegando no Rudge Ramos ?? kkkkkkkkkkk

    Se lembrem…. Infelizmente, o Metrô nunca vai ultrapassar as fronteiras da cidade de São Paulo ! Gera muitos mais dividendos eleitorais investir no Metrô na capital ( o que por si só, já representaria uma área enorme que deveria ser atendida ) ….

  • KKKKKK… Algum ser pensante ainda tinha dúvidas que o Metrô nunca irá ultrapassar as fronteiras da cidade de São Paulo ?
    Linha 20-Rosa chegando no Rude Ramos ? Vamos ser realistas ? rs

  • Dizer que o BRT é melhor que o monotrilho é um absurdo, moro em frente a uma estação do monotrilho e vejo diariamente como ele funciona bem e atende a população.

  • mesmo nao havendo qualquer motivo para acreditar que no abc daria certo, povo defende com tanto fervor o monotrilho que faz até suspeitar das intenções.

    • Suspeitamos das intenções de pessoas (como você) que defendem que ônibus é melhor que metrô. Dória entrou para a história como o primeiro governante do Brasil a a trocar metrô por corredor de ônibus.

    • E quem garante que BRT vai dar certo? Pelo contrário garanto que não, defendo o monotrilho pois entre ele e o BRT a diferença é gigantesca, qualquer pessoa com o minímo de inteligencia sabe isso, outros preferem acreditar em marketeiro arrogante e um secretário de transportes sem experiência alguma que veio de Goiania

  • Esse Dória nunca foi gestor de coisa alguma. Me espanta alguém esperar qualquer coisa de positivo desse desclassificado. Não entende nada de nada. É um zero à esquerda, se é q chega a tanto. E além de tudo, um psicopata.

  • Temos gasto bilhões em metrô que demora 10 anos para serem entregue.
    E se o Camara entregar no prazo e dentro do orçamento. Se for realmente eficiente e não poluente?
    Na baixada o tal Doria prometeu finalmente entregar a ponte entre Guaruja e Santos, depois de décadas de enrolação de governos anteriores.
    Penso, e se o cara entregar? Fiquem de olho.
    Não sou simpatizante e não votei nele, mas estou de olho.

    • Não acredite em ponte entre Guarujá e Santos, pois é muito complexa e complicada.
      Continuo acreditando que a melhor solução será um túnel.

  • Linha 18 do metrô???? Não são 4 as linhas de metrô existentes? As outras são linhas velhas de trem, na sua maioria mal conservadas e sem contarem com a atenção que merecem.

Airway