Destaques Linha 18 Linha 20 Opinião

O ABC Paulista de volta à estaca zero

Por culpa do calendário eleitoral mais uma vez, estamos diante de uma reedição do malfadado plano “Expansão SP” que prometeu uma “revolução” no transporte sobre trilhos 10 anos atrás
(Jhlimones/Wikimedia)
Centro de São Bernardo do Campo: era para passar uma linha de metrô aqui, não é mais (Jhlimones/Wikimedia)

O Brasil vive um grave e antigo problema na área de transporte público e ele se chama “calendário eleitoral”. Projetos de mobilidade quase não obedecem ao planejamento de equipes técnicas, mas sim conveniências partidárias e eleitorais. Prazos não são pensados em benefício da sociedade, mas em se encaixar em campanhas eleitorais que, aliás, andam começando bem mais cedo, logo que novos mandatários tomam posse.

O teatro que o governador João Doria e sua equipe, além dos prefeitos do ABC, protagonizaram nesta quarta-feira (03) exemplifica bem essa situação. Anos de planejamento para implantar a Linha 18-Bronze foram jogados literalmente no lixo em prol de promessas vazias e cuidadosamente moldadas para soarem factíveis. Em comum, elas agradam a ouvidos incautos porque renovam esperanças já perdidas como a de ver o metrô finalmente chegar à região do ABC. Nada mais falso.

Doria até resgatou uma falácia que a gestão Serra se cansou de usar e que, como vemos hoje, não se concretizou, o tal “padrão metrô”. Na gestão do ex-governador planos mirabolantes brotaram como que por encanto e previam que a rede se expandisse e se modernizasse em apenas cinco anos.

Foi a época do malfadado plano “Expansão SP”, que contou com pesados investimentos em marketing que incluíram até mesmo a gravação de um comercial de TV em que um trem do Metrô foi rebocado até a estação da Luz da CPTM, algo que não acontece na “vida real”. O governo Serra chamou o plano de “revolucionário”, prometeu que todos os trens teriam a “qualidade de metrô” e claro, que os prazos seriam extremamente curtos.

Um dos comerciais da época chegava a ser cômico ao afirmar que a “Ana”, personagem fictício que morava em São Mateus, conseguiria ir direto até a avenida Paulista graças à então Linha 2-Verde em seu trecho de monotrilho, isso no mais tardar em 2013. Como se sabe a estação São Mateus da agora Linha 15-Prata só deve ficar pronta no final de 2019, seis anos depois da promessa do tucano.

Trecho de comercial de TV da gestão Serra: “Expansão SP” seria revolução sobre trilhos em apenas 5 anos (Reprodução)

Promessa

Ao afirmar que o ABC “ganhou duas linhas de metrô” e um BRT, o governador duvidou da inteligência dos paulistas assim como havia feito em setembro do ano passado ao discursar em São Bernardo durante a campanha eleitoral e dizer que “a Linha 18 do Metrô vem sim para o ABC. É compromisso“.

Em vez disso, cancelou um projeto já encaminhado (não sem distorcer números para justificar a atitude) e criou duas linhas de “metrô” cuja perspectiva está distante. Melhorar o serviço da Linha 10-Turquesa requer licitações, recursos, projetos e intervenções na operação e por isso não acontecem de um dia para o outro. A única medida ao alcance da ansiedade do governador é a troca dos trens que, em que pese tantos absurdos ditos recentemente, foi uma ação sensata que seus antecessores não tiveram coragem de tomar.

Não se sabe, no entanto, a que preço Doria teria convencido a CAF a abrir mão do contrato que tem com o estado para ceder parte da sua frota na Linha 8 e permitir que as trocas ocorram – a não ser que as composições venham de outras linhas, o que parece difícil.

Já sobre a Linha 20-Rosa, cujo uso político prevemos na nota publicada antes da coletiva, o anúncio foi ainda mais fantasioso. O prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, inclusive até revelou na entrevista que o secretário Baldy havia dito a ele que com o tempo em que seria feita a Linha 18-Bronze seria possível construir a Linha 20-Rosa. Coisa de “quatro ou cinco anos”, disse.

Para quem não sabe, a Linha 20 não passa de um esboço, sem projeto e cuja traçado e estações não estão ainda definidos. Quando diz que o governador autorizou projetos para o ramal de metrô subterrâneo, Baldy dará luz verde para que as coisas comecem praticamente do zero – até porque o trecho que estava, digamos, mais “maduro” era justamente o que vai da estação São Judas até a Lapa e não a parte do ABC.

Mapa que mostra o possível desenho de linhas do transporte metroferroviário de São Paulo
A Linha 20-Rosa (em um tom rosa choque), indo de Lapa até Moema: projeto caro de implantar no trecho que era prioritário na época

“Na volta a gente compra”

O que estava em jogo na mobilidade da região não era o melhor transporte, o sistema com mais potencial ou uma requalificação do espaço urbano. Esses aspectos não condizem com o famoso calendário eleitoral. Nesse cenário político, obra boa é que a fica pronta dentro do mandato e nesse sentido os projetos metroferroviários são uma espécie de cruz que vampiros têm de lidar. Levam tempo, consomem enormes recursos e são complexos. De quebra, exigem projetos, licenças e desapropriações custosas e com isso demoram demais. É ter de pensar em um retorno político muito distante e que invariavelmente beneficia muitas vezes os adversários.

Nesse cenário nada como um BRT para chamar de seu. A popularidade do corredor de ônibus é proporcional à falta de planejamento e visão de longo prazo do mandatário. Foram os BRTs que “salvaram” a mobilidade urbana do Rio de Janeiro enquanto a Linha 4, um projeto caríssimo e suspeito, tem sofrido para atrair passageiros – o ramal mal chega a 200 mil usuários por dia. Hoje o serviço de ônibus, elogiado à época dos Jogos Olímpicos em 2016, apresenta sinais de desgaste e queda na qualidade do serviço.

Mas isso pouco importa afinal é uma obra de curto prazo, que levará apenas 18 meses para ser construída, prometeu o secretário Baldy. Mesmo que atrase um pouco ainda dá tempo de Doria inaugurá-la seja lá o que será essa “criatura” que percorrerá o mesmo trajeto do monotrilho, aquele que exige R$ 600 milhões em desapropriações. Ah, sim, mas a Linha 18 precisa de mais espaço para as estações, dirão alguns. Mas um corredor com pistas expressas também não exige grandes intervenções?

Até lá, a ideia é distrair a população com as “duas linhas de metrô”, afirmação que até confundiu a grande imprensa, geralmente não atenta a alguns detalhes técnicos. Houve quem tivesse entendido que a CPTM repassaria para o Metrô a operação da Linha 10-Turquesa, por exemplo, algo sem pé nem cabeça. Bem, melhor tomar cuidado com o que afirmamos nesta gestão.

Quanto à Linha 20, algumas sondagens e belas projeções artísticas devem ser suficientes para tentar iludir o público que, mais uma vez, vai sonhar com o metrô por muitos e muitos anos. Afinal de contas, obras desse porte não são como ações de zeladoria como pintar o meio fio ou promover uma varrição em ruas.

A melhor definição sobre os anúncios da “nova solução de mobilidade no ABC Paulista”, como definiu o governo, foi dada por um participante de um fórum de transporte sobre trilhos. Doria está apelando para “o famoso ‘na volta a gente compra‘, que as mães usam pra tapear crianças por gerações”, disse o internauta. “Na volta a gente constrói a linha 20, povo do ABC”.

O BRT do Rio de Janeiro: solução que cabe em um mandato de 4 anos (Prefeitura do Rio de Janeiro)

 

 

 

 

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

21 Comentários

Click here to post a comment
  • Mais uma vez parabéns pela bela matéria Ricardo.

    Ontem foi um dia histórico para o Estado de SP, foi trocado uma Linha de Metrô por uma porcaria de corredor de ônibus com nome bonitinho, e o pior ainda são os discursos patéticos dos envolvidos.
    O tal Alexandre Baldy é tão ridículo quanto seu patrão, totalmente sem noção do que é a realidade da Grande SP, deve estar com sua cabecinha em Goiânia ainda, local que aliás deveria nunca ter saído. A escolha desse cidadão com certeza foi meramente político. Discursinho dele que o ABC vai ganhar 2 Linhas de Metrô é de dar nojo.

    Em relação ao Gestor, nada a dizer, minha antipatia em relação a tal vem de longa data, e tais decisões ridículas, como tal troca de modal, deve ter sido definida antes mesmo das eleições. A história que houve estudos é uma mentira bem mal contada, impossível uma escolha “técnica” optar pela pior opção possível.

    Enfim, lamento muito,mas muito mesmo o ocorrido, e infelizmente teremos ter que aguentar mais 3 anos e muio com um cidadão totalemente mal intencionado no governo, junto de um papagaio de pirata vindo de Goiás.

    • Felipe voce não para pra pensar ai fala bobagem o patrão do Alexandre Baldy não e o meu gov e o povo de São Paulo acelera ! são paulo.

      • Deixa de ser mané cara, esse fanatismo politico seu é muito sem noção, vc que não pensa e fica babando ovo pra esses safados, Haja mais coma razão e menos com a emoção, não é crime criticar quando a coisa desanda, não sou fã de político e partido nenhum algum, mas se eu fosse com certeza eu o criticaria nas escolhas equivocadas.

        Patrão do Baldy e o Dória sim, escolha completamente sem sentido, se eu fosse patrão do Baldy ele já tava no olho da rua a muito tempo, ou aliás nem tinha sido contratado.

      • Campeão! !!! Que desserviço esse seu comentário! !! O Doria enganou uma REGIÃO de 2.000.000 milhões de pessoas!!! Eu inclusive! !!! ELE É UM MENTIROSO! !! Mas não iremos esquecer das suas mentiras!!! O povo do ABC tem memória! !! Tenha memória vc tbm!!!!

  • Sem comentários né? Mas a população do ABC merece isso! Eles sempre votaram nos tucanos, agora chupa essa manga.

    • Tristeza, só isso a dizer.
      Concordo com o rapaz que disse que é mentira essa troca de um modal de trilhos por um maldito buzão seja algo planejado e tecnicamente estudado a fundo “este” ano.
      Mas nem me aprofundar. Lá se vão mais décadas sem um transporte de massa eficiente numa região tão importante.

    • voce esta enganado ANTONY O ABC ERA PETRALHA agora e que tucano e acertou acelera são paulo.

      • Acelera só se for pro fundo do poço, trocar um monotrilho por BRT é mais do que um tapa na nossa cara

      • Acertou?????????????? Pqp, ontem mesmo vc disse que preferia Metrô…

        Meu Deus do céu,até onde chega o fanatismo….

        • Felipe eu torno a dizer o metro e muito melhor sem duvida mais não tem dinheiro não da pra fazer o metro a linha 20 rosa vai sair do papel so se as construtoras resolverem a tirar os projetos que ja estão pronto da gaveta e almentar a verticalização dos predios ai sim tem dinheiro e sera uma linha de grande movimento tem pesquisa origem destino que mostra isso eu sou totalmente favoravel ão metro mais infelizmente não tem dinheiro esta conplicado reiniciar as obras da linha 6 laranja a crise e muito grande mais vamos sair dela se deus quiser e vamos la acelera São Paulo !

          • Ok suponhamos que não há dinheiro( pro BRT estranhamente tem,mas enfim…), cabe a um bom “gestor” ser o mais “criativo” possível numa situação como essa, elaborar ideias que realmente façam sentido, não simplesmente optar pela opção mais ridícula , como foi no caso.

            Por que não fazer a obra por etapas? Como até Rudge Ramos por exemplo? E depois com a entrada de mais recursos prosseguir tal obra, vide a Linha Lilás que aos poucos foi tomando o tamanho atual, e hoje é uma linha importantíssima.

            Até eu, com uma simples graduação em administração,talvez me sairia melhor que o seu querido governador, e sabe por que?
            Diferente dele eu não tenho “1 Milhão” de interesses obscuros por trás, só sendo muito inocente, ou fanático como no seu caso, para achar que a decisão foi simplesmente “técnica”.

  • Essa decisão do governador vai cair na Justiça.

    Falei com um colega advogado que presta serviços jurídicos pra Vem ABC e eles já estão finalizando a minuta para apresentar no TJ.

    Isso não acabou, vamos aguardar.

    • Tomara mesmo, torço para que esse lixo de BRT jamais saia do papel, seria lindo o tiro sair pela culatra.

  • Antes de mais nada, parabéns bela excelente matéria. Além do esclarecimento dos fatos, a visão crítica de quem entende do assunto, muito bem elaborada.
    No mais, acredito que o grande problema seja a total incompetência da administração do partido que está no governo há mais de 20 anos, em gerir bons projetos, bons contratos e com empresas confiáveis. Isso se dá não só no metrô, mas no rodoanel também.
    Agora nós do ABC teremos que conviver com o tal BRT, experiência da qual já temos, que se mostra obsoleta e insuficiente. Ônibus cheios, demora no embarque, vias não segregadas, alagamentos, queda do pantógrafo que atrasa a viagem e a não integração com o metrô, obrigando a se pagar duas passagens.

  • Que decepção! !!! Infelizmente eu votei neste infeliz acreditando na promessa dele!!!!! Estoume sentido um otário completo! !!! Ele simplesmente condenou o então sonhado metrô do ABC!!! E vem com esta conversa de 2 i nuas de metrô kkkkk!!! N tem verba pra Monotrilho mas terá p linha 20? Kkkkk!!!!

  • É possível processar um governador por uma promessa não cumprida? Ou por danos aos cofres públicos, já que a quebra do contrato incide em multa a Concessionária VemABC? É tudo um completo descalabro, inacreditável e inaceitável essa situação. Pra quem se diz gestor, trocar Metrô por Ônibus “especial” é de uma profunda falta de visão de futuro!

    • Pensei a mesma coisa em relação ao processo, alguém com mais conhecimento jurídico poderia nos responder, eu seria o primeiro a processar o tal “gestor”.

  • Galera:
    Estou pensando seriamente em fazer protesto todas as vezes em que o GOVERNADOR MENTIROSO for inaugurar uma nova estação (Temos L 15 aí )
    Acho q poderíamos fazer isso juntos
    Chamando ele de MENTIROSO na frente das emissoras q forem divulgar alguma nova estação
    Imaginem a vergonha do governador MENTIROSO
    GALERA EU INFELIZMENTE VOTEI NELE

  • ai sim Felipe talvez seja essa saida fazer um trecho talvez 3 ou 4 estação seria uma saida começamos a falar a mesma linguagem e por ai Felipe agora eu concordo com voce que e o caso da linha 4 terminando no final do ano a estação vila sonia sera feito uma nova licitação e se deus quiser ela chega a Taboão da Serra o prefeito Dr. Fernando Fernandes de Taboão e a sua esposa que e deputada estadual Analice Fernandes estiveram essa semana com o nosso vice gov. tentando concretizar a chegada do metro ate o shopping Taboão da serra mais ainda não chegaram a um acordo por falta de recurso mais em breve vai chegar a um acordo. se deus quiser um abraço

Airway