CPTM Destaques Linha 7

Governo do estado prevê inaugurar nova estação Francisco Morato em 31 de agosto

Em entrevista ao R7, secretário Alexandre Baldy também previu entregar a estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, em dezembro
Plataformas de Francisco Morato: entrega pode ocorrer no final de agosto (Reprodução)

Mesmo com as dificuldades trazidas pela crise do coronavírus, que obrigou o poder público a restringir o funcionamento da economia, o governo do estado tem conseguido fazer avançar algumas obras de expansão sobre trilhos, como temos mostrado aqui nas últimas semanas. Sinal disso é que a inauguração da nova estação Francisco Morato, da Linha 7-Rubi, poderá ocorrer dentro de pouco menos de três meses, segundo revelou o secretário Alexandre Baldy, dos Transportes Metropolitanos, ao R7.

Segundo o responsável pela pasta, a nova estação de Francisco Morato, mais ampla e moderna, tem previsão de começar a funcionar em 31 de agosto. A data parece factível diante do que se tem observado pelos vários boletins de andamento das obras que a CPTM tem compartilhado em suas redes sociais. No mais recente deles, o diretor de engenharia e obras de meio ambiente da companhia, Marcelo Machado, fez um balanço dos trabalhos, afirmando que o novo complexo terá cinco escadas rolantes e será completamente acessível. Além disso, o projeto prevê um boulevard e jardim no acesso ao nível da rua.

No vídeo, é possível notar que já foram instalados os trilhos entre as novas plataformas e que está sendo realizada a instalação de aparelhos de mudança de via para ligar os trilhos com o novo trecho. Veja abaixo:

A nova estação de Francisco Morato teve o contrato assinado no final de 2017 após o fracasso de outra licitação por abandono da empresa contratada. Há muitos anos, os usuários convivem com uma estrutura provisória enquanto o novo prédio não fica pronto. Mais espaçosa, a parada contará com uma plataforma extra para o serviço Intermetropolitano, de trens regionais que ligarão o município à Campinas com sete paradas em outras cidades do interior. Esse projeto faz parte da concessão da Linha 7-Rubi e do Trem Intercidades à iniciativa privada e que está previsto para ter sua licitação em 2021.

Mais inaugurações

Baldy também previu que a futura estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, deverá começar a operar ainda em dezembro, segundo o portal. Até então, o cronograma estimava que as obras seriam concluídas no final deste ano e a operação iniciada em janeiro do ano que vem.

Com o bom ritmo de obras nas estações Jardim Colonial, da Linha 15-Prata, e Mendes-Vila Natal, da Linha 9-Esmeralda, a gestão Doria deverá abri-las durante 2021. Após isso, a expansão metroferroviária dependerá da resolução de alguns impasses como o avanço da estação Varginha, hoje muito lento, a solução para a PPP da Linha 6-Laranja, a obtenção de recursos financeiros para tocar a expansão da Linha 2-Verde e finalmente que a Justiça decida o destino das duas licitações da Linha 17-Ouro que estão travadas por recursos e liminares.

Leia no Lulica
Como solicitar o passaporte alemão 9/7/2020

About the author

Ricardo Meier

É um entusiasta do assunto mobilidade e sobretudo do impacto positivo que o transporte sobre trilhos pode promover nas grandes cidades brasileiras. Também escreve nos sites Airway (aviação) e AUTOO (automóveis).

Um comentário

Click here to post a comment
  • Acho que mesmo com a inauguração de Jardim Colonial, não haverá o trem estratégia Vila Prudente-São Mateus, só depois que inaugurarem Boa Esperança e Jacu-Pêssego.

Airway