Operação integral em Mendes-Vila Natal não começa nesta quarta, 22 de junho

Segundo Secretaria dos Transportes Metropolitanos, testes no trecho da Linha 9-Esmeralda continuam, mas pasta não informou uma previsão
Trem partindo da estação Mendes-Vila Natal (iTechdrones)

A longamente aguardada operação integral da estação Mendes-Vila Natal, da Linha 9-Esmeralda, não começou nesta quarta-feira, 22 de junho, como havia adiantado o governo do estado. Em resposta ao site, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) afirmou que os “testes continuam” no trecho, sem estipular uma data exata.

Inaugurada em agosto de 2021, a nova estação está desde então numa operação assistida, com horário bastante limitado e um serviço que consiste em partidas a cada 20 minutos até a estação Grajaú, onde o passageiro precisa desembarcar e seguir viagem em outro trem.

Em 31 de maio, data prometida pelo governador Rodrigo Garcia, a STM enviou nota ao site afirmando que “Para operar com segurança em horário comercial integral, a CPTM precisa ter a emissão do Certificado de Segurança do Sistema de Sinalização, que será entregue dia 10. Após essa data, a ViaMobilidade fará 10 dias de testes e irá operar à partir do dia 22 de junho em horário integral: das 4h a 00h”.

Segundo apurou o site, o início da operação plena pode ficar para julho. Um indício é que a linha de ônibus 6003-21, entre o Terminal Varginha e a nova estação, que deveria começar a funcionar no sábado, 25 de junho, foi remarcada pela SPTrans para o dia 2 de julho. O serviço só faz sentido com a estação Mendes-Vila Natal em funcionamento pleno.

Localizada no extremo sul da capital paulista, Mendes-Vila Natal faz parte do projeto de expansão que também inclui a futura estação Varginha, prometida para inauguração no final deste ano. No entanto, também ela será aberta incompleta, com expectativa de permanecer por um ano em “operação assistida”.

Total
7
Shares
9 comments
  1. Ridículo, quase um ano da operação assistida e os caras inventam prazos que não cumprem, patético.

  2. bobo é quem acreditou nessa data. era obvio q não ia cumprir.

    esta estação só “funciona”, porque o ex-governador, q queria ser presidente, quis mostrar serviço antes de sair do cargo e homenagear aquele q nunca mereceu ser homenageado.

  3. É ridículo, o descaso é gigante, falta de respeito com a população e o pior NÃO há para quem recorrermos. 11 meses pra testes.

  4. Falta de respeito para os usuários, esse serviço não é gratuito nós pagamos passagem, imposto, exigimos respeito, olha que a estação vila Sônia foi inaugurada bem depois e teve seu início bem antes da estação Mendes, a periferia sempre fica por último.

  5. Extremo sul de SP, população carente, longe das grandes vias arteriais (Marginais, 23 de Maio etc.), logo não dá visibilidade pra político. Vcs ainda acreditavam que essa estação sairia do papel?!?!

  6. Governo de São Paulo é uma piada mais uma vez com promessas falsas.
    Também se entregar onde vão desviar dinheiro só na futura estação varginha que provavelmente vai ficar em assistida uns 3 anos kkk

Comments are closed.

Previous Post

ViaMobilidade estuda sistema de câmeras que monitoram operadores na cabine do trem

Next Post

Confira os vídeos de maio das obras nas linhas 2, 15 e 17 do Metrô

Related Posts